HOME
APRESENTAÇÃO
AGENDA
ESPECTÁCULOS
BONECOS SANTO ALEIXO
ADÁGIO
BIME
ENCONTRO TEATRO IBÉRICO
FORMAÇÃO
LOJA
CONTACTOS
EM CENA BREVEMENTEHISTÓRIAPESQUISA
 
ANO
2017
2016
2015
2014
2013
2012
2011
2010
2009
2008
2007
2006
2005
2004
2003
2002
2001
2000
1999
1998
1997
1996
1995
1994
1993
1992
1991
1990
1989
1988
1987
1986
1985
1984
1983
1982
1981
1980
1979
1978
1977
1976
1975
ESPECTÁCULOS
Autos da Revolução
BALANÇO DE ACTIVIDADE 2014
Ciclo de Cinema
MOSTRA DE MARIONETAS
Onde é que eu já vi isto, perguntou ele
WORKSHOP BONECOS DE SANTO ALEIXO

Autos da Revolução
a partir de textos de António Lobo Antunes

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
PARA CELEBRAR O 25 DE ABRIL
 
Autos da Revolução é um espetáculo que apresenta os relatos de sete personagens que recordam o seu 25 de Abril e conta o que lhes aconteceu.
 
Um operário carregador de mudanças, uma burguesa
caridosa, a esposa de um contra-revolucionário, um militante politico que foi preso em Caxias, uma camponesa explorada numa quinta, um banqueiro e a
governanta do dono da quinta. Desta confrontação nascem por certo perguntas inevitáveis com o andar do tempo e á luz da fervura que sacode o país
atualmente.
 
Com a revolução de Abril, não foi conquistada apenas a liberdade e a democracia política, criaram-se também condições para notáveis avanços civilizacionais que hoje estão a ser profundamente delapidados.
 
Autos da Revolução é um espetáculo construído a
partir de textos de António Lobo Antunes com dramaturgia e encenação de Pierre-Etienne Heymann. Uma co-produção Cendrev/ ACTA- A Companhia de Teatro do Algarve que conta com a interpretação de Mário Spencer, Rosário Gonzaga, Maria Marrafa, Bruno Martins, Tânia da Silva e Jorge Baião. A cenografia é de Elsa Blin, direção musical e sonoplastia de Gil Salgueiro Nave e Iluminação de António Rebocho, assistido por Sérgio Santafé (Estagiário do Instituto del Teatro de Barcelona).
 
A estreia do espetáculo aconteceu no Teatro Garcia de Resende, em Évora, no dia 27 de Março, Dia Mundial do Teatro, onde ficará em cena até 20 de Abril de quarta a sábado às 21h30 e aos domingos às 16h00.
 
A apresentação no Teatro Lethes, em Faro, começa no dia 25 de Abril e prolonga-se até ao dia 11 de Maio, realizando de seguida uma digressão em quatro cidades da Galiza.
 
Textos: António Lobo Antunes
 
Montagem e Encenação: Pierre-Etienne
Heymann com a colaboração de Rosário Gonzaga
 
Cenário e Figurinos: Elsa Blin
 
Direcção musical e sonoplastia: Gil Salgueiro Nave
 
Iluminação: António Rebocho, assistido por Sergio M. Santafé (estagiário do Instituto del Teatro de Barcelona)
 
Interpretação:
O Escritor: Um espectador convidado
Abílio, carregador de mudanças: Mário Spencer
Sofia, burguesa: Rosário Gonzaga
Mimi, esposa de um contra-revolucionário, surda: Maria Marrafa
O Militante, antigo preso político: Bruno Martins
A Filha do caseiro do doutor (sogro de Sofia): Tânia da Silva
O Banqueiro, tio de Sofia: Jorge Baião
Titina, governanta do doutor: Rosário Gonzaga
Voz: Rui Nuno

A partitura do Escritor vem de Auto dos Danados
(1985) e Conhecimento do Inferno (1980); as de Abílio e do Militante de Fado Alexandrino (1983); as de Sofia, da Filha do caseiro, do Banqueiro e de
Titina de O Manual dos Inquisidores (1996); a de Mimi de Exortação aos Crocodilos (1999)(Publicações Dom Quixote).
 
Operação de luz e som: António Rebocho e António Sérgio Martinho
Guarda-roupa: Vicência Moreira
Maquinaria: Tomé Baixinho e Paulo Carocho
Produção executiva: Elisabete Martins e Rosário Gonzaga
Divulgação: Rita Merlin, Hugo Lemos e Ana Duarte
Secretariado: Ana Duarte, António Marques
Direcção de Produção: Luís Vicente e José Russo
Fotografia do cartaz: Jean-François Blin
Concepção gráfica: Milideias, Comunicação Visual, Lda
Fotografia: Paulo Nuno Silva
Agradecimentos:
Álvaro Corte-Real, Ana Meira, Figueira Cid, Isabel Bilou, José Russo (actores que participaram no espectáculo de 2004)
António Silva
João Álvaro
Lavínia de Sá
Miguel Gonzaga
Beatriz Bacelar
Liga dos Amigos do Hospital do Espírito Santo de Évora
Associação de Surdos de Évora

M/12
Duração aproximada: 1h50
  
Estreou em Évora:
27 de Março, Dia Mundial do Teatro
Em cena até 20 de Abril
Quarta a sábado, às 21h30
Domingos, às 16h00
  
No Teatro Lethes, Faro:
25 de Abril a 11 de Maio
Quinta a sábado, às 21h30
Domingos, às 16h00

EM DIGRESSÃO:

MAIO:

Dia 15, às 20h30 - Santiago de Compostela
Dia 17, às 20h00 - Teatro Municipal de Narón (Galiza)
Dia 20, às 21h30 - Teatro Gil Vicente, Barcelos
Dia 22, às 20h30 - Teatro Principal de Ourense (Galiza)
Dia 24, às 18h30 - Teatro Municipal de Tui (Galiza)
Dias 28 e 29, às 21h30 - Teatro da Cerca de São Bernardo, Coimbra
Dia 31, às 21h30 - Teatro do Montemuro

SETEMBRO:


Dia 18, às 21h30 - Teatro Garcia de Resende
No âmbito do FESTAE - Fesrival de Teatro de Amadores de Évora

OUTUBRO:

Dia 1, às 21h30 - Pax Julia - Teatro Municipal de Beja

Dia 5, às 21h30 - Cine-Teatro de Arraiolos

Dias 17 e 18, às 21h30 em Almada
Cine-Teatro Almadense
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

ANEXOS: foto cartaz foto4 foto3 foto2 foto1 foto5 foto6 foto7 foto8 foto9 foto10 foto11 foto12
 
©2006 - todos os direitos reservados a CENDREV - realizado por: EGODESIGN